Incêndio causado por vela destrói casa de idosa de 92 anos em Bayeux » Temer desiste de reeleição, e MDB anuncia Meirelles como pré-candidato à Presidência » Fernando Haddad visita João Pessoa para lançar pré-candidatura de Lula nesta quinta » Pela primeira vez em 226 anos, mulher comandará Bolsa de Valores de NY » Alimentos com muito açúcar terão alerta para consumidor, diz ministro » CBF pretende manter Tite no comando da seleção após o Mundial da Rússia » Denatran suspende pagamento de multas através de cartão »


Acusado de explodir banco em Campina Grande é lotado no gabinete de Romero Rodrigues

A Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil realizaram operação policial na manhã desta terça-feira, 07, e prenderam dois homens que estariam envolvidos no assalto que invadiu e explodiu banco no Shopping Partage, em Campina Grande. A Operação Aurora cumpriu 12 mandados, sendo quatro de prisão preventiva e oito de busca e apreensão.

A grande questão é que um dos homens presos é servidor comissionado da Prefeitura de Campina Grande, locado no gabinete do prefeito Romero Rodrigues. Romário Gomes Silveira é filho de um lider comunitário do bairro da Liberdade, bastante conhecido na cidade como ferrenho defensor do PSDB e do senador Cássio Cunha Lima, Seu Neném.

A prefeitura confirmou a lotação de Romário, mas garantiu que ele já foi exonerado no fim da manhã.

Operação Aurora

Ainda de acordo com as polícias, foram apreendidos um carro, uma moto com restrição de roubo e alguns aparelhos celulares. Os suspeitos detidos estão sendo levados primeiro para a sede da Polícia Federal e em seguida encaminhadas para a Central de Polícia, ambas em Campina Grande.

Participaram da operação equipes das várias forças policiais mencionadas, num total de cerca 100 policiais. Segundo as polícias, os suspeitos estão na delegacia de roubos e furtos. Algumas pessoas ainda devem ser ouvidas durante o dia.

O outro lado

A Prefeitura de Campina Grande emitiu nota no início desta tarde dizendo que a exoneração não trata-se de uma ‘condenação antecipada do suspeito’, mas de ‘zelo pela gestão pública’.

Leia a nota na íntegra:

A Prefeitura de Campina Grande lamenta a acusação de envolvimento do servidor comissionado Romário Gomes Silveira, lotado no Gabinete do Prefeito, no recente assalto à agência da Caixa Econômica Federal no Shopping Partage, de acordo com investigações da Polícia Federal. Ao mesmo tempo, informa que o citado servidor foi exonerado pelo prefeito Romero Rodrigues, no final da manhã desta quarta-feira, 7, por uma questão de zelo institucional. O ato está sendo publicado no Semanário Oficial do Município.

A exoneração do servidor não significa, necessariamente, uma condenação antecipada em relação a uma acusação a qual ele terá oportunidade de apresentar defesa e, se for o caso, demonstrar sua inocência. De fato, trata-se de uma medida administrativa sensata e de respeito aos princípios que regem a gestão, sob a luz da ética, honradez e comportamento exemplar. Lamentavelmente, nenhuma instituição está imune a fatos isolados dessa natureza, mas cabe ao poder público tomar as medidas necessárias e cumprir seu papel institucional.

Com informações do Polêmica Paraíba

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!