Legalização da maconha representa desafios à saúde e à segurança no Canadá » Venezuela denuncia bloqueio de importações de bens básicos pelos EUA » Jornalista saudita foi morto na presença de cônsul-geral, diz mídia turca » Shoppings Centers de João Pessoa poderão ser proibidos de cobrar taxa de estacionamento » Astrônomos descobrem planetas anômalos com comportamentos inexplicáveis » SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C » Dólar cai abaixo de R$ 3,70 com otimismo ampliado após pesquisa Ibope »


Guarda Municipal promove ação de monitoramento no Centro de João Pessoa

A Prefeitura Municipal de João Pessoa, através da Guarda Civil Municipal, promove ações de videomonitoramento no Centro da Cidade. A ação é parte de um convênio entre a secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) e o Governo Federal, por meio do Ministério da Justiça.

O trabalho faz parte do Programa ‘Crack é Possível Vencer’, um projeto do Governo Federal que trabalha com usuários de crack e outras drogas. Há uma equipe de guardas municipais capacitados para atuar no projeto. O projeto conta com quatro viaturas (dois carros e duas motos) e um ônibus de videomonitoramento, além de câmeras espalhadas pelo centro da cidade que é o ponto focal do projeto.

Segundo o Major Genival Júnior,coordenador do videomonitoramento, o ônibus está equipado com 19 câmeras, dispostas em pontos estratégicos do Centro da Cidade, 9 monitores e 3 operadores capacitados da Guarda.

“Atingimos a meta de redução de 40% da violência desde o início do monitoramento, em junho do ano passado, trabalhando em parceria com as Polícias Militar e Civil. O projeto tem o objetivo de integrar o poder público, comunidade e a sociedade civil, para juntos, discutir e encontrar uma solução para redução e controle da violência no âmbito das escolas públicas do município”, explicou o major.

Segurança e Convivência Cidadã – Antes de ir às ruas, os guardas municipais participaram de uma capacitação para humanizar o serviço e saber para onde encaminhar os usuários de drogas aos serviços disponibilizados na rede pública do município.

“Os guardas municipais foram capacitados para trabalhar a prevenção e um novo tipo de visão do usuário de drogas. Essas pessoas serão compreendidas não como traficantes ou pessoas marginalizadas, mas como alguém doente que precisa de encaminhamento e assistência para ter outra opção de vida. A gestão municipal quer dar uma opção a esses usuários dependentes químicos que precisam de ajuda”, explicou o comandante da Guarda Civil Municipal, José Severino de Figueiredo.

 

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!