PT gasta R$ 1,5 milhão com advogados de defesa de Lula, diz jornal » China anuncia retaliação e vai impor sobretaxa a mais de 5 mil produtos » Justiça eleitoral concede direito de resposta a Bolsonaro » “É lamentável ver a mudança de discurso do deputado federal Veneziano", diz Daniella Ribeiro » José Maranhão e João Azevedo estão tecnicamente empatados no segundo turno » Fugitivos do presídio do PB1 são incluídos na lista da Interpol pela Polícia Federal » Senac inscreve para 2,8 mil vagas em cursos em quatro cidades da Paraíba »


Fabiano Gomes anuncia saída do Sistema Arapuan

Resultado de imagem para fabiano gomesO radialista Fabiano Gomes anunciou sua saída do Sistema Arapuan de Comunicação. Por meio de carta, divulgada em seu perfil no Instagram, Fabiano disse que o momento é de dedicação integral às suas empresas. Ele também se despede de sua equipe.

“Tem lugares que ficam guardados no coração. O Sistema Arapuan é um deles. Me sinto honrado em ter feito parte dessa casa que me recebeu de braços abertos no início da minha carreira e agora já profissional consolidado. Saio com o sentimento de missão cumprida nos desafios que me lançaram nos bastidores e à frente dos microfones e câmeras. Num tempo bem menor do que eu mesmo esperava, esse ciclo está se fechando. E os motivos são os melhores. A vida agora aponta para novos caminhos. O momento é de dedicação integral às minhas empresas. Levarei todo o aprendizado, comprometimento e espírito de equipe que vivenciei na Arapuan. São partes de mim.”

Fabiano Gomes é uma das 26 pessoas denunciadas pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB) por integrar uma organização criminosa, desvelada pela Operação Xeque-Mate, em Cabedelo. Segundo o MP, a organização criminosa surgiu a partir da compra do mandato do então prefeito José Maria de Lucena Filho (Luceninha), devido a dívidas contraídas por ele na campanha eleitoral. A organização passou, então, a praticar diversos crimes, como desvio de recursos públicos através da indicação de servidores “fantasmas”; corrupção ativa e passiva; fraudes a licitações; lavagem de dinheiro; avaliações fraudulentas de imóveis públicos e recebimento de propina para aprovação ou rejeição de projetos legislativos.

Com informações do ParlamentoPB

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!