PT gasta R$ 1,5 milhão com advogados de defesa de Lula, diz jornal » China anuncia retaliação e vai impor sobretaxa a mais de 5 mil produtos » Justiça eleitoral concede direito de resposta a Bolsonaro » “É lamentável ver a mudança de discurso do deputado federal Veneziano", diz Daniella Ribeiro » José Maranhão e João Azevedo estão tecnicamente empatados no segundo turno » Fugitivos do presídio do PB1 são incluídos na lista da Interpol pela Polícia Federal » Senac inscreve para 2,8 mil vagas em cursos em quatro cidades da Paraíba »


CNJ abre investigação contra Favreto, Moro e Gebran Neto

O corregedor nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, decidiu hoje (10) abrir os 10 pedidos preliminares de investigação que chegaram ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra os desembargadores Rogério Favreto, João Pedro Gebran Neto e o juiz federal Sérgio Moro.

As reclamações disciplinares foram protocoladas ontem (9) após as decisões conflitantes do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, no último fim de semana, sobre a concessão de liberdade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o CNJ, as oito reclamações que chegaram contra Favreto e duas contra Moro serão apensadas uma investigação mais ampla sobre o caso. O trabalho de apuração terá início imediato, segundo o conselho. Da análise dos processos, pode ser aberto um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra os magistrados, que, por sua vez, pode culminar em punição, desde advertência até aposentadoria compulsória.

Agência Brasil

 

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!