Senado aprova aumento da multa para quem desiste de imóvel na planta » Estados poderão decidir se darão aulas a distância no ensino médio » PSB anuncia rompimento com o prefeito de Bayeux » Cadastro de 3 mil estudantes é bloqueado no sistema de ônibus de João Pessoa » Brasil fecha 2018 com vitória sobre Camarões » UFPB recebe R$ 7,8 milhões para pesquisas e laboratórios » Municípios da PB receberão R$770 milhões com royalties do petróleo »


Secretaria Municipal de Saúde estende campanha contra sarampo e polio

Com intuito de ampliar a cobertura vacinal e potencializar a resposta imunológica das crianças, a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) promove dois dias de mobilização da campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite. A campanha nacional teve início no dia 1º de agosto e segue até o dia 31, mas o município resolveu estender para os dias 1 e 2 de setembro para oportunizar os pais que ainda não puderam levar as crianças aos serviços da rede municipal. A meta é vacinar 95% do total de 42,6 mil crianças de um ano de idade até menores de cinco anos residentes na Capital.

Em João Pessoa, mais de 100 salas de vacinas estarão abertas para atender os usuários. Neste sábado (1º), estarão abertas todas as salas de vacina do município, localizadas nas unidades de saúde, e policlínicas no período das 8h às 12h. No sábado (1) e domingo (2), estarão funcionando os postos móveis nos Shoppings: Sul, Manaíra, Mangabeira, Tambiá e Mag, no período das 10h às 16h. Já o Centro Municipal de Imunização (CMI) estará aberto no sábado e domingo das 8h às 16h.

Fernando Virgolino, chefe da Seção de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), explica que todas as crianças correspondentes a faixa etária da campanha precisam comparecer aos postos de vacina. “Mesmo as crianças que tomaram as doses de rotina, que faz parte do esquema vacinal, devem comparecer aos serviços para tomar a dose de campanha, visto que esta estratégia tem como objetivo potencializar a resposta imunológica da criança”, destacou.

“No caso de dúvida, os pais devem levar o cartão de vacina das crianças para que o profissional de saúde avalie a situação vacinal e oferte as doses das vacinas conforme a necessidade encontrada”, explicou Fernando Virgolino.

Surto da doença – De acordo com dados do Ministério da Saúde, este ano já foram confirmados 1.428 casos de sarampo no Brasil. Os estados do Amazonas e Roraima apresentam surtos da doença, com 1.087 e 300 casos, respectivamente. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Pará e Pernambuco também apresentaram registros da doença.

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, os últimos casos de sarampo registrados em João Pessoa foram em 2010 (53 casos) e 2013 (seis casos). “Na capital já imunizamos 66% de crianças, mas alertamos os pais para o risco de surto da doença, considerando a proximidade com o estado de Pernambuco que já apresentou confirmação para caso de sarampo. Os pais devem procurar os postos para evitar a exposição das crianças ao risco de contrair a doença”, completou o chefe da Seção de Imunização.

Sarampo – é uma infecção contagiosa, transmitida por um vírus. Os sinais envolvem principalmente alterações na pele, chamadas de exantema eritematoso, acompanhadas de febre, tosse, coriza e mal-estar, podendo levar a complicações por encefalite, meningite, pneumonia, otite, complicações intestinais, entre outras.

Poliomielite ou paralisia infantil – é uma doença infectocontagiosa viral aguda, que possui como principal característica quadros de paralisia flácida súbita, no qual o paciente sofre fraqueza ou paralisia em determinada parte do corpo por redução do tônus muscular.

 

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!