Bolsonaro indica deputado mais votado de Minas para o Ministério do Turismo » Samuka Duarte é condenado por improbidade administrativa por acúmulo de cargos » Colisão com asteroide provocará explosão extremamente poderosa » PRF divulga edital de concurso público com 500 vagas e salário de R$ 9,4 mil » Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica discute obesidade e tratamentos em JP » Veneziano anuncia audiência com Ministro da Integração para debater vazão da Transposição na PB » TRF4 mantém condenação de Dirceu »


Operação prende 61 por exploração sexual de crianças na internet

Resultado de imagem para Operação prende 61 por exploração sexual de crianças na internetOperação que visa coibir exploração sexual infantil na internet prende 61 pessoas, segundo balanço divulgado hoje (22) pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. As ações seguem até amanhã e mais pessoas podem ser detidas.

“Queremos deixar claro aquilo que já disse anteriormente: não existe anonimato em rede social, não existe impunidade em rede social e a Polícia Federal tem condições de chegar a quem cometer esses crimes”, disse o ministro em coletiva de imprensa.

Segundo o ministro, a operação busca não apenas aqueles que produzem esse tipo de conteúdo, mas também quem compartilha e quem guarda os arquivos no computador. A pena prevista para os crimes variam de 2 a 8 anos de prisão. Jungmann diz que os mandados de busca e apreensão foram expedidos após análise de 500 mil arquivos.

Esta é a terceira fase da Operação Luz na Infância, que foi deflagrada hoje (22) em 18 estados e no Distrito Federal. Ao todo, 300 policiais federais e 725 policiais civis participam das ações.

Pela primeira vez, a operação contou com apoio internacional dos Estados Unidos e da Argentina. “Esse é um crime asqueroso porque ele macula e profana a nossa juventude e as nossas crianças. Evidentemente isso as compromete e compromete também o nosso futuro”, disse Jungmann.

Luz na Infância

A Operação Luz na Infância teve início em outubro de 2017, quando foram cumpridos 157 mandados e 112 abusadores foram presos. Na segunda fase, ocorrida em maio de 2018, 579 mandados de busca foram cumpridos e 251 pessoas foram presas.

Agência Brasil

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!