Parlamento da Venezuela oferece novas garantias a militares para abandonar Maduro » Aprender a pescar e caçar, a saída de venezuelanos para se alimentar » Poderes têm que respeitar as decisões uns dos outros, diz Maia » Carrefour terá que pagar R$ 1 milhão de indenização após morte da cachorra Manchinha » Venezuela: mais de 600 são detidos por denúncias de saques no comércio » Homem degola 5 membros da família e se enforca na Bolívia » Americano é condenado a 10 anos de prisão no Irã »


Tailândia se torna o 1º país do sudeste asiático a legalizar a maconha

Resultado de imagem para Tailândia se torna o 1º país do sudeste asiático a legalizar a maconha

Este é um presente de Ano Novo da Assembleia Legislativa Nacional para o governo e o povo da Tailândia.

A frase acima é de Somchai Sawangkarn, presidente do comitê que elaborou a lei que permite pesquisa e uso da maconha para fins medicinais na Tailândia. Nesta terça-feira (25), a legislação foi autorizada pelo país do sudeste asiático que tem algumas das mais rígidas leis antidrogas no mundo.

Na sessão extraordinária, que foi transmitida em rede nacional, parlamentares trataram de uma série de outros projetos e, por 166 votos a favor, aprovaram o uso da erva para pesquisas e medicamentos. Foram registradas 13 abstenções, mas nenhum voto contra.

A lei autoriza a produção, importação, exportação, posse e uso de produtos feitos de maconha apenas para fins medicinais. Porém o uso recreativo continua ilegal no país e sujeito a penas de prisão e multas condizentes com as quantidades envolvidas.

A alteração também diz respeito ao "kratom", uma planta cultivada na região e usada como estimulante e analgésico. Segundo a agência Associated Press, as mudanças foram aprovadas mas só se tornarão leis ao serem publicadas no "Royal Gazette", o diário oficial do país.

O "vai e volta" da legislação tailandesa

Até os anos 1930, a Tailândia tinha a tradição de utilizar maconha para o alívio de dor e cansaço, Mas uma emenda na legislação sobre narcóticos foi aprovada em 1979 e o uso da planta para fins medicinais tinha sido barrado. A principal controvérsia sobre a legalização da droga girou em torno de pedidos de patente feitos por empresas estrangeiras.

Atualmente, enquanto países como Colômbia e Canadá legalizaram a maconha para uso medicinal ou até mesmo recreativo, a droga continua sendo ilegal e um tabu em boa parte do Sudoeste Asiático, região onde estão previstas algumas das piores penas para crimes ligados às drogas, segundo a Reuters. Traficantes de maconha podem ser condenados à pena de morte em Cingapura, Indonésia e Malásia.

(Com informações da Reuters e Associated Press)

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!