Juíza bloqueia bens de Cabral, Pezão, Picciani e outros por improbidade » Witzel: investigação diz que deputada sofreu tentativa de latrocínio » Macri: viagem ao Brasil é começo de salto para a frente no Mercosul » Presidente do Peru nega vínculos de sua empresa com Odebrecht » Ford espera prejuízo de US$ 112 milhões no 4º trimestre » EUA e Canadá prometem processo 'imparcial' para executiva chinesaOs Estados Unidos e o Canadá promet » Centro de Zoonoses alerta população sobre riscos de picadas de insetos no verão »


Paraguai anuncia rompimento diplomático com Venezuela

Resultado de imagem para Paraguai anuncia rompimento diplomático com VenezuelaO

presidente paraguaio ressaltou que a decisão é baseada no não reconhecimento do novo mandato de Maduro, que considera "resultado de um processo eleitoral ilegítimo"

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, anunciou hoje (10) o rompimento das relações diplomáticas com a Venezuela. A decisão foi anunciada logo após a posse do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que cumprirá o segundo mandato.

"O governo da República do Paraguai, no exercício de seus poderes constitucionais e de soberania nacional, adota hoje a decisão de romper relações diplomáticas com a República Bolivariana da Venezuela”, disse Mario Abdo, informando que determinou o fechamento da representação diplomática paraguaia no país.

“Organizei o fechamento de nossa embaixada e a retirada imediata de pessoal diplomático do Paraguai acreditado naquele país."

O presidente paraguaio ressaltou que a decisão é baseada no não reconhecimento do novo mandato de Maduro, que considera "resultado de um processo eleitoral ilegítimo".

Leia mais: Nicolás Maduro assume hoje terceiro mandato na Venezuela

Democracia

Para Mario Abdo, os líderes políticos devem adotar medidas que protejam a população venezuelana e a democracia: "a causa da liberdade, da democracia, a causa da Venezuela é uma causa justa". "Que Deus proteja a Venezuela e abençoe o Paraguai", concluiu o presidente paraguaio.

Mario Abdo esclareceu que esta decisão não implica falta do Paraguai a seu compromisso com a Venezuela em dívida pela empresa petrolífera estatal Petropar com a PDVSA da Venezuela, de acordo com o Acordo de Caracas em 2004.

"Essa dívida, que está agora no processo de litígio, será homenageada pelo Estado paraguaio em forma e tempo, e esse dinheiro servirá para a reconstrução da democracia na Venezuela ", disse Abdo.

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!