Bandidos explodem mais um carro-forte na Paraíba » Bolsonaro diz que vai trabalhar pela modernização do Mercosul » Mourão defende reforma política após a conclusão da Previdência » Quadro de saúde de Lucélio Cartaxo evolui, mas chefe de gabinete da PMJP, permanece na UTI da Unimed » Com descontos especiais, Caixa abre negociação de dívidas com consumidores » Telefonia, bancos, luz e água: confira o top 10 de empresas mais reclamadas em JP » João Azevêdo veta projeto de lei para blindar carros da segurança pública »


MÉDICOS EFETIVOS DO TRAUMA TAMBÉM PARAM

Após notificarem a direção do Hospital de Trauma da capital, ao secretário de Saúde estadual, um prazo de 72 horas, para equipararem o valor do plantão médico dos efetivos em um mil reais, os médicos efetivos do Trauma, decidiram paralizar os trabalhos por tempo indeterminado.greve_medicos
Os médicos do quadro de pessoal pretendem equiparação com os médicos sem vínculo e integrantes de Cooperativas médicas.
De outro lado, o Governador do Estado, Ricardo Coutinho, engrossou mais a situação, ao dar ordem expressa publicada em boletim da Polícia Militar do Estado, para os militares-médicos lotados no Hospital Edson Ramalho, também passem a trabalhar no Trauma.
A medida foi não foi bem recebida pelos médicos que resumem em "trocar seis por meia dúzia", já que transferidos do Edson Ramalho para o Trauma, a situação não ficará resolvida e o caos atingiria em cheio o hospital da Polícia Militar da Paraíba.
O comandante geral da PM, coronel PM Euler de Assis Chaves divulgou à imprensa local, que a ordem do governador RC é para ser cumprida a todo custo, pois o militar tem que se submeter às ordens superiores.
A conclusão da maioria do povo paraibano é que o caos na saúde pública na Paraíba vai continuar gravíssima e sem uma solução a curto prazo.

Última atualização (Sex, 17 de Junho de 2011 11:55)

 

Comentários  

 
0 #2 F. Do Trauma 01-09-2011 10:41
è um absurdo total,sem condiçoes de dar assistência os técnicos de enfermagem tem que se desdobrar para dar conta de dez paciente gravissimos entubados sobre pressão dentro de uma UTI do trauma com dez leitos estamos sendo escravisados com 15 plantões emquanto que a cruz vermelha(direto r e seus aliados) nao querem ver qualidade de assistencia e sim de gastos financeiros com a redução de funcionarios voce nao sabe se vai terminar o plantão pois voce passa o dia trabalhando quando dar 5 horas da tarde o RH liga para o funcionario pedindo o seu compareçimento e li enforma que nao sera mais necessário o seu serviço no hospital sem mais explcações o funcionario sai desapontado , traido e sem direito algum por tantos anos de trabalho num setor critico que só nós tecnicos de enfermagens sabemos avaliar nossa qualificaçao profissional e humana!!! Gostariamos que nao ficasse só no papel. SOCORROOOO. :cry: :cry: :cry:
Citar
 
 
0 #1 Funcionário Do Traum 01-09-2011 10:28
'Os fucionários estão sendo coagidos a não dar entrevistas sobre oque acontece lá dentro,até mesmo atender o telefone celular estar sendo proibido as denuncias são veridicas e tem muitos mais a ser verificadas.Pedimos Ajuda !!! Cade os politícos que foram eleitos por nós funcionários Lamento muito estão sendo comprados CALA BOCA TOTAL, ESTÃO CEGO ,SURDO E MUDOS. Bom Dia.!!!
Citar
 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!