Maduro diz estar pronto para 'arrebentar os dentes' de Brasil e Colômbia » Enem libera notas nesta sexta-feira » Minas tem terceira morte por suspeita de contaminação de cerveja » Bolsonaro vê situação difícil e faz reuniões para discutir futuro de chefe da Secom » Avião ucraniano que caiu no Irã levava passageiros de sete nacionalidades » Ataque no Iraque foi 'tapa na cara' dos EUA, diz líder supremo do Irã » Por conta da nova Lei de Abuso de Autoridade, Polícia Civil não irá mais divulgar imagens de presos »


Avião ucraniano que caiu no Irã levava passageiros de sete nacionalidades

O voo 752 da Ukraine International Airlines partiu com quase uma hora de atraso, às 6h12, do aeroporto Imam Khomeini.

Resultado de imagem para Avião ucraniano que caiu no Irã levava passageiros de sete nacionalidades

O avião que caiu no Irã perto do aeroporto de Teerã, capital do país, na manhã desta quarta-feira (8), levava passageiros de sete nacionalidades. De acordo com o ministro de relações exteriores da Ucrânia, Vadym Prystaiko, os 176 mortos eram dos seguintes países:

  • Irã : 82 passageiros
  • Canadá: 63 passageiros
  • Ucrânia: 2 passageiros + 9 tripulantes
  • Afeganistão: 4 passageiros
  • Suécia: 10 passageiros
  • Reino Unido: 3 passageiros
  • Alemanha: 3 passageiros

O ministro Vadym Prystaiko expressou suas condolências e declarou, no Twitter, que as autoridades ucranianas continuam investigando a tragédia.

O voo 752 da Ukraine International Airlines partiu com quase uma hora de atraso, às 6h12, do aeroporto Imam Khomeini. Ele tinha como destino o Aeroporto Internacional Boryspil, em Kiev, na Ucrânia. A queda do Boeing 737 ocorreu em Shahedshahr, no sudoeste da capital iraniana, logo após a decolagem.

O avião caiu poucas horas após o Irã ter disparado mísseis contra duas bases aéreas que abrigam tropas dos EUA no Iraque, em resposta à morte do general Qassem Soleimani. Não há informações sobre relação entre os dois casos.

Causas da queda

A autoridade iraniana de Aviação Civil informou que as caixas-pretas do avião foram encontradas e devem ajudar a esclarecer a queda do avião. O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, afirmou que uma comissão investiga todas possibilidades.

A embaixada da Ucrânia em Teerã chegou a divulgar uma nota dizendo que, segundo informações preliminares, a queda do avião teria sido provocada por problemas técnicos no motor e descartando qualquer relação do incidente com terrorismo ou com os disparos de foguetes. Mais tarde, uma nova nota destacou que as causas estão sendo esclarecidas.

Em seu perfil no Twitter, a Boeing escreveu que está ciente das notícias sobre o acontecido no Irã e que está coletando mais informações.

 

Adicionar comentário

É importante salientar que as opiniões expressas não representam a opinião do nosso portal nem de seus organizadores.


Código de segurança
Atualizar

Soluções em Informática!