Maduro diz estar pronto para 'arrebentar os dentes' de Brasil e Colômbia » Enem libera notas nesta sexta-feira » Minas tem terceira morte por suspeita de contaminação de cerveja » Bolsonaro vê situação difícil e faz reuniões para discutir futuro de chefe da Secom » Avião ucraniano que caiu no Irã levava passageiros de sete nacionalidades » Ataque no Iraque foi 'tapa na cara' dos EUA, diz líder supremo do Irã » Por conta da nova Lei de Abuso de Autoridade, Polícia Civil não irá mais divulgar imagens de presos »


Flávio Bolsonaro pagou R$ 30 mil em dinheiro vivo por móveis, aponta depoimento

O uso de recursos em espécie é um dos indícios apontados pelo MP-RJ da existência da "rachadinha" no antigo gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

 

 

Ricardo faz críticas ao Ministério Público e elogia ministro que o soltou

Apontado como chefe da organização criminosa que desviou recursos públicos na saúde e educação da Paraíba, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) criticou e chamou de “espetacularização” a atuação do Ministério Público (MP-PB) na Operação Calvário, que o prendeu na última quinta-feira (19).

 

Rômulo Gouveia retorna as atividades na Câmara Federal

Quarto-secretário da Câmara Federal, o deputado Rômulo Gouveia (PSD) retorna as atividades no plenário da Câmara Federal nesta terça-feira (6). O parlamentar esteve ausente das sessões, no mês de maio, durante o processo de recuperação após uma cirurgia.

 

Os grandes nomes para eleição indireta são FHC e Tasso

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu publicamente nesta sexta-feira, 26, os nomes do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), para disputar uma eleição indireta na eventual saída do presidente Michel Temer (PMDB) do poder. O tucano reforçou que, nesse cenário, não é candidato. Ele pretende disputar as eleições gerais no pleito de outubro do ano que vem.

Última atualização (Sex, 26 de Maio de 2017 17:28)

 

Quadrilha especializada em fraudes de concursos é presa em João Pessoa

Aproximadamente 12 pessoas foram presas pela Polícia Civil da Paraíba, nesse domingo (7), em um condomínio de luxo no bairro do Cabo Branco, em João Pessoa. O grupo é suspeito de integrar uma quadrilha especializada em fraudar concursos públicos. Além das prisões, sete carros pertencentes aos suspeitos foram apreendidos. Em Natal, no Rio Grande do Norte, outras cinco pessoas foram presas também suspeitas de participação na quadrilha.

Última atualização (Seg, 08 de Maio de 2017 07:59)

 
Mais Artigos...

Soluções em Informática!