Coreia do Norte dispara vários mísseis de cruzeiro

A Coreia do Norte disparou vários mísseis de cruzeiro nesta terça-feira (30) em direção a sua costa oeste, informou o Exército da Coreia do Sul, no mais recente teste armamentista executado por Pyongyang.

O Exército da Coreia do Sul “detectou vários mísseis de cruzeiro desconhecidos lançados no Mar do Oeste da Coreia do Norte às 7H00 (19H00 de Brasília, segunda-feira)”, afirmou o Estado-Maior Conjunto do país em um comunicado.

As agências de inteligência da Coreia do Sul e dos Estados Unidos “estão realizando uma análise detalhada”, acrescenta a nota.

“Nosso Exército está cooperando estreitamente com o dos Estados Unidos, ao mesmo tempo que fortalece o acompanhamento e a vigilância, além de monitorar de perto as atividades norte-coreanas”, completa o comunicado.

Ao contrário dos mísseis balísticos, os testes de mísseis de cruzeiro não são proibidos pelo regime de sanções da ONU contra a Coreia do Norte.

Os mísseis de cruzeiro geralmente operam com um sistema de retropropulsão e voam a uma altitude menor do que os mísseis balísticos, o que dificulta a detecção e interceptação.

As relações entre as duas Coreias sofreram uma acentuada deterioração nos últimos meses, com a suspensão de acordos para conter a tensão, o aumento da vigilância na fronteira e exercícios com munição real perto da linha que divide a península.

Pyongyang acelerou os testes de armas desde o início do ano. Nas últimas semanas, o regime anunciou que testou um “sistema de arma nuclear subaquático” e um míssil balístico hipersônico de combustível sólido.

Na segunda-feira, a imprensa estatal norte-coreana informou que o líder Kim Jong Un supervisionou o lançamento de um míssil de cruzeiro estratégico a partir de um submarino.

Pyongyang também reivindicou o primeiro teste de uma nova geração de mísseis de cruzeiro.

“Acreditamos que a Coreia do Norte iniciou a produção em larga escala de mísseis de cruzeiro solicitados pela Rússia”, declarou à AFP Ahn Chan-il, desertor que se tornou analista e dirige o Instituto Mundial de Estudos Norte-Coreanos.

Estados Unidos e Coreia do Sul acusam o Norte de fornecer armas para a Rússia utilizar em sua guerra contra a Ucrânia, apesar das sanções da ONU que proíbem tais acordos.

“Parece que estão realizando (…) experimentos com este mísseis no mar”, disse Ahn.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios